Imagine que você criou o seu site, deixou ele do jeito que você imaginava, mas………ninguém visita ele. Desanimador, não é mesmo? Isso acontece porque de nada adianta você possuir um site, mas as pessoas não terem conhecimento de que ele existe. A internet tem centenas de milhares de sites, como as pessoas podem descobrir que seu site existe no meio de tantas opções? Com o tráfego pago!

Na internet, o termo tráfego diz respeito às visitas em seu site ou em sua loja virtual. Devido as características do marketing digital é possível atrair o público-alvo certo para sua página. É aqui que entra o tráfego pago que funciona da seguinte forma. Os visitantes chegam até seu site por meio de anúncios em plataformas online.

Como funciona o tráfego pago

sua empresa investe um valor para que o público seja direcionado até seu site. A plataforma mais conhecida hoje em dia, é o Google Ads, a plataforma de anúncios do Google. Quem nunca estava acessando um site e encontrou um anúncio do Google?

Na maioria dos casos, essa pessoa viu esse anúncio porque pesquisou uma palavra-chave especifica que interessa aquela empresa. Por exemplo, digamos que você pesquisou sobre tráfego pago, marketing digital ou Inbound Marketing. Você pode perceber que a partir dessa pesquisa, irá aparecer anúncios sobre esses assuntos nas páginas do Google.

Quando você investe em tráfego pago, no momento que o usuário pesquisa sobre uma palavra-chave relevante para sua empresa, você garante que seu site vai aparecer no topo das pesquisas. Você paga para ter mais relevância nas buscas. Dessa forma, quanto mais no topo, as chances de o usuário clicar no seu site são maiores.

Para sua empresa, é importante estar nos resultados de buscas da primeira página, pois de acordo com a imForza, 75% dos usuários nunca clicam em resultados após a primeira página dos resultados de pesquisa. Em contrapartida, 93% de todo o tráfego vem de um mecanismo de busca. Percebe? Um tráfego excelente no seu site, somente é possível se sua empresa/produto aparecer nas buscas.

Tráfego pago x tráfego orgânico

Existem outras formas de tráfego também. Um deles é o tráfego orgânico. A diferença entre o tráfego pago e o orgânico é que no orgânico não existe custo. Ou seja, os usuários visitam o seu site de forma natural. Isto é, seu site vende sapatos sociais, por exemplo.

Quando o usuário pesquisa por “lojas de sapatos sociais na cidade X”, o algoritmo do Google vai identificar que sua loja vende este produto e está disponível para a cidade X. Portanto, o Google irá mostrar seu site a esse usuário.

A grande dificuldade de conseguir um tráfego orgânico, é que existem milhões de opções na internet. Ou seja, existem muita concorrência, ainda mais com as lojas virtuais, e nada pode garantir que seu site será exibido na primeira página de pesquisa.

Além disso, outra diferença é que tráfego orgânico é uma estratégia de SEO que não oferece resultados imediatos. Ela funciona a longo prazo, pois é necessária uma equipe de marketing trabalhando de forma constante para que seu site esteja entre os melhores.

Por outro lado, o tráfego pago gera resultados imediatos. Ele é indicado para quando você vai criar ou criou seu site recentemente, ou ainda quando não possui uma equipe de marketing digital que otimize SEO e produza conteúdos relevantes.

Para entender o tráfego pago, antes é preciso entender que existem dois métodos de pagamento: o CPC e o CPM.

CPC (Custo por Clique)

Você paga por cada clique que o usuário faz no seu anúncio. É o método mais indicado, pois você só vai pagar por quem realmente for até seu site. E quando você sabe quanto quer gastar nessa campanha. O objetivo é gerar clique.

CPM (Custo por Mil Impressões)

Você paga cada vez que seu anúncio aparece para mil pessoas nas buscas. É adequado para quem busca maior visibilidade e para quem precisa estabelecer sua marca. Neste o objetivo é fazer com que o anúncio apareça mais vezes.

Além do Google Ads, o tráfego pago pode ser gerado em diferentes plataformas. Os principais são o Facebook Ads, o Instagram Ads, Youtube Ads, LinkedIn Ads, Taboola e Bing Ads. A escolha de qual plataforma usar vai depender de onde está o seu público-alvo e quanto você quer investir nessa estratégia.

Leia também: 
8 dicas que vão te ajudar a criar sua loja virtual do zero!
Descubra como melhorar as vendas na sua loja virtual!
O que faz uma agência de marketing digital?

Leia mais: 
Saiba agora como funciona o tráfego pago em agências

× FALE CONOSCO AGORA!