A evolução das possibilidades no ambiente online resultou no surgimento do Inbound Marketing. O conceito ficou popular após o lançamento do livro “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”, de Brian Halligan e Dharmesh Shah.

De forma geral, o Inbound Marketing é um conjunto de estratégias para atrair e converter clientes. Tanto que a tradução do termo é “marketing de atração”. Ao contrário do marketing tradicional, o Outbound Marketing, a empresa não vai atrás do cliente. Mas sim o contrário.

Por exemplo, se você criar um anúncio na TV sobre pasta de dente clareadora vai interromper a rotina diária do possível cliente. Ainda por cima, para falar sobre um produto que ele nunca perguntou sobre. O Inbound Marketing faz o contrário. Por meio de conteúdos relevantes, ele leva o usuário até à ação de compra. Principalmente aquele interessado no produto.

Diferença entre Inbound e Outbound Marketing

O Inbound Marketing cria conteúdo relevante em blogs e redes sociais. Então, ao procurar esses conteúdos, o cliente encontra seu produto ou serviço. Além de otimizar o SEO. E, assim, o ranqueamento nos buscadores como o Google. Por causa disso, ele é conhecido por conquistar clientes e gerar vendas. Além disso, estabelece a marca como autoridade no produto/serviço que oferece. Ou seja, ele atrai o cliente por meio dessas ferramentas e trabalha para nutrir um relacionamento com cada lead.

O grande diferencial do Inbound Marketing, é o seu potencial para geração de lucro. Visto que estratégias online são facilmente mensuradas, medidas e analisadas. Por meio das ferramentas online, é possível calcular quantas pessoas viram seu anúncio, ou entraram em seu site, ou então clicaram para comprar seu produto. Com base nessa informações, você descobre o que está dando certo e o que pode ser melhorado, e principalmente quanto sua empresa vai lucrar com isso.

E acredite, não vai ser pouco, isso porque ao optar pelo Inbound Marketing em vez do marketing tradicional, você já está economizando. Segundo a Demand Metric, estratégias de marketing digital são até 62% mais baratas que o marketing tradicional e ainda geram três vezes mais possíveis clientes.

Etapas do Inbound Marketing

O Inbound Marketing funciona por meio de etapas: atrair, converter, relacionar, vender e, por fim, analisar. A primeira delas, atrair, funciona pelo seguinte pensamento, se o usuário não visita meu site, não sabe que minha marca existe, ele não se torna um lead e não fecha a venda. Portanto, a estratégia nem sai da primeira etapa. Por isso, a chave é atrair.

A lógica é simples, em vez de gastar uma fortuna indo atrás de pessoas que podem, ou não, se interessar pelo produto, se constrói algo interessante e atraente que verdadeiramente chama a atenção do consumidor. Uma das inúmeras maneiras de mostrar que seu produto ou serviço é útil e pode agregar valor, é por meio de blog.

Use o blog de forma estratégica. Não basta somente publicar centenas de conteúdo que não acrescentam valor. Invista mais na qualidade do que na quantidade. O blog deve conter conteúdos de qualidade que sejam úteis para seu público-alvo, que esclareça alguma dúvida ou resolva algum problema dele. Ou seja, você não pode apenas fazer propaganda de você, mas oferecer outros conteúdos ricos.

Cliente atraído e agora?

A segunda etapa é converter. Você atraiu o usuário até seu site e agora, como você transforma ele em um contato? De que forma, você faz com que ele passa informações? Oferecendo conteúdo. A etapa de conversão se baseia em oferecer uma recompensa ou benefício. Seja por meio de material rico como e-books, ou teste gratuito, até mesmo um desconto.

O próximo passo é se relacionar. Digamos que você atraiu e converteu o cliente, mas ele ainda não está decidido a fechar a compra, no momento. Você não pode esquecer ou descartar esse possível cliente. Pelo contrário, nesse meio tempo, você cria um relacionamento, enquanto prepara esse usuário para fechar a venda.

No Inbound Marketing, essa parte da estratégia pode ser feita por meio de e-mail marketing, e-mails promocionais ou newsletter. Aqui entra a importância de saber para quem enviar, ou seja, segmentar o público.

Todo esse trabalho de nutrir o lead, vai direcionar esse cliente para a etapa de venda. Uma ferramenta que pode ajudar é o lead scoring. Em tradução livre seria a pontuação dos leads. Porque ele reúne informações do lead para compreender as oportunidades de negócio.

Agora que você entendeu o que é Inbound Marketing, que tal colocar em prática essa estratégia na sua empresa?

 

Leia mais:
154 termos do marketing digital que você precisa saber!
O que faz uma agência de marketing digital?

 

Leia também: 
O que é Inbound Marketing? Conheça o Marketing de Atração e desenvolva estratégias para atrair e conquistar clientes

× FALE CONOSCO AGORA!